sábado, março 07, 2009

As ervas comestiveis em Freixo de Espada à Cinta

Aqui está o post que queria fazer! Porque me chamaram de "coelhe" e porque quero mostrar um pouco do que se vai perdendo por estar imensa gente nas cidades e menos gente nas aldeias. Porque as crianças a não apreciam passar 15 dias na casa dos avós porque não há internet. Porque quando é a época do feijão verde é feijão ao almoço e feijão ao jantar! E quando há nabiças é nabiças todos os dias...aqui ficam algumas fotos que tirei de algumas coisinhas que se comem lá pela aldeia dos meus pais.
Retirei esta foto dos site: Olhares porque aborreceu-me pegar na maquina. Estes são os frutos das roseiras, aquelas bolinhas lindissimas de cores brilhantes e alegres que ficam depois das petalas das rosas cairem. Também são comestiveis.

Uma das minhas ervinhas preferidas! Chamam-se Merujas e encontram-se em Fevereiro nas nascentes e ribeirinhas no campo. Nascem á sua superficie tal como nenufares. Quando muito desenvolvidas começam a "espigar" ou seja, deitam flor indicando então que já não estão no seu tempo de consumo. Quase não tem sabor, mas o seu paladar faz lembrar a terra. As merujas sao as folhinhas redondas da fotografia. As flores não lhe pertencem são de outras ervas que por lá andavam.

Estas ervinhas verdes, vermelhas e roxas encontram-se no meio das ervas/relva (no chão). Chamam-lhes "línguas de passarinho" devido á sua forma. Tal como as ervas seguintes são azedas.
Aqui estão os Conqueiros. Comem-se em salada temperados com azeite, sal e sumo de laranja. Não precisam de vinagre já são azedos que cheguem =) Colhem-se das paredes de pedra onde a humidade os faz brotar. Consomem-se em Fevreiro/Março (dependendo do seu desenvolvimento).

Há ainda outra erva que nasce junto dos agriões que são as Rabaças mas essas não as encontrei. Comem-se em salada ou em sopa e tem umas folhas mais longas e menos arredondadas que os agriões e sabem a espinafres com especiarias...é estranho...não consigo explicar.
A rama das cebolas o chamado "cebolinho" que é a rama das cebolas pequeninas também se comem em salada. Aqui o cebolinho minorca que não sabe a nada é posto em alguns pratos e em requeijão/queijo fresco. Lá a rama das cebolas é arrancada aos poucos em Agosto e poe-se nas saladas. É picante, eu gosto muito! Salada de alface com aquilo é divinal! Também se dá ás galinhas.

6 comentários:

Frederico disse...

As merujas parecem boas! Parecem tenrinhas! Os conqueiros... esses sabem a erva azeda. Provei uma vez em q encontrei um "coelhe" q ia andando e comendo as ervas q haviam no chão (inda vou escrever um post sobre isso).
Esqueceste-te dos figos das piteiras!

Frederico disse...

Olha! A foto dos conqueiros tiraste onde? Cá no Algarve? Parece-se muito com uma que tenho aqui... que me enviaste.

Bilma disse...

Uma vez comprei flores comestíveis no intermare (ou la como se escreve)não eram nada boas. pus na salada e ficou muito bem enfeitada mas ninguém comeu as flores....

Anónimo disse...

Estou a pesquisar as ervas comestiveis,gosto muito, aqui temos nomes um pouco diferentes e ervas diferentes,mas assim que for a Portugal quero conhecer as dai, na Itália vi cenouras silvestres, que lá se chama COROTE, vi rúculas silvestres,acelgas,e outras...
Na minha horta elas tem lugar especial. Gostei muito ,parabéns!

rintintim disse...

As merujas conheço muito bem. Quando trabalhava em Figueira de Castelo Rodrigo era um ritual colher estas ervas. As "azedas" também e as Rabaças. Se por lá passarem, procurem oregãos e espargos (junto às oliveiras)

DaviBraid disse...

Uma simples lista com nomes de ervas comestíveis seria mais útil.